HomeGravidezCorrimento na gravidez é normal? Veja quando se preocupar!
corrimento na gravidez

Corrimento na gravidez é normal? Veja quando se preocupar!

Você sabe identificar quando um corrimento na gravidez é algo natural ou um sinal preocupante, de que algo não vai bem com a gestação? É preciso ter atenção com qualquer sintoma que pareça estranho neste momento tão importante.

corrimento na gravidez

Quando é normal?

É normal que a gestante sinta a calcinha molhada em boa parte da gravidez, mas é preciso analisar o aspecto deste corrimento. Quando a secreção é clarinha ou esbranquiçada, sem cheiro, a condição é normal e não precisamos acender um sinal vermelho.

Isso porque o corrimento na gravidez aparece devido ao aumento do hormônio estrogênio no organismo da mulher, que impacta diretamente na circulação na região pélvica. A gestante deve manter os cuidados com a higiene que está habituada e observar se acontecer mudanças mais expressivas na aparência e no odor do corrimento.

Importante: evite usar calcinhas escuras na gravidez, para conseguir observar a cor do corrimento.

corrimento na gravidez

Quando o corrimento na gravidez pode ser grave?

A mulher deve ter atenção ao corrimento na gravidez quando a secreção é esverdeada ou amarelada, apresenta cheiro forte e vem acompanhada de dor, vermelhidão e coceira. Essas alterações podem ser causadas por:

Candidíase

A candidíase é uma infecção causada por fungos e tem como principal sintoma um corrimento esbranquiçado, com aspecto de coalhada, coceira intensa e vermelhidão na área genital.

Muitas mulheres sofrem com a candidíase na gravidez por causa das alterações hormonais, por isso o corrimento deve ser bem observado. Apesar de não afetar o desenvolvimento do bebê, a condição deve ser tratada (com pomadas e medicação via oral antifúngica) para que os fungos não contaminem o bebê durante o parto.

Vaginose

Já ouviu falar de vaginose? Ela pode acontecer durante a gravidez, através de um corrimento cinza ou amarelado, com cheiro que remete a peixe podre. Uma das causas é falta de higiene adequada na região vaginal. O tratamento envolve antibióticos.

Gonorreia

Alterações no corrimento na gravidez podem apontar a presença de uma doença sexualmente transmissível, como a gonorreia. A infecção causa secreção amarelada, dor ao urinar, incontinência urinária e o aparecimento de caroços na vagina.

A doença na gravidez é considerada grave pois pode causar aborto, parto prematuro e infectar o líquido amniótico. Por isso, o tratamento com antibióticos deve ser iniciado o quanto antes.

corrimento na gravidez

Tricomoníase

Outra doença sexualmente transmissível que pode ser identificada pelo corrimento é a tricomoníase. A infecção aumenta o risco de parto prematuro e baixo peso do bebê.

Ela causa corrimento esverdeado ou amarelado, vermelhidão, dor ao urinar, coceira e sangramento vaginal. O tratamento também é feito com antibióticos.

Como diferenciar corrimento de líquido amniótico?

Uma dúvida que pode surgir é se o corrimento, mesmo que seja transparente e sem cheiro, possa indicar algo errado, como um rompimento prematuro da bolsa. Se o líquido que molhar a calcinha sem cor (ou um amarelo bem claro) e sem cheiro, mas muito intenso e mais fluído, a gestante deve consultar o obstetra.

Fonte: Ficar Grávida

 

Quer saber mais sobre gravidez e o mundo das tentantes?
Não perca nossas postagens seguindo todas as redes sociais!

FacebookInstagram (@blogtestepositivo) e Pinterest.

 

Leia mais

10 simpatias para saber o sexo do bebê

Chá de bebê revelação: dicas para organizar o seu!

Pré-natal: um guia completo com todos os exames

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Teste Positivo é um blog com conteúdo voltado para gestantes e mamães. O blog é uma forma de batermos um papo sobre maternidade, bebês, saúde, bem-estar, decoração, moda e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@testepositivo.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário