HomeTentantesGravidez psicológica: 6 mitos e verdades
gravidez psicológica

Gravidez psicológica: 6 mitos e verdades

Conhecida cientificamente como pseudociese, a gravidez psicológica é um transtorno que induz a mulher a imaginar e sentir que está grávida. As mulheres que sofrem com essa situação podem sentir alguns dos sintomas relacionado a gestação, o que pode acabar fazendo com que até mesmo a família acredite que existe um bebê a caminho.

Diante de um assunto tão delicado, surge a importância de falarmos sobre o tema e alertar as pessoas sobre esse transtorno. Segundo os especialistas estima-se que a cada 22 mil gestações, uma não é verdadeira.  Inclusive, cerca de 1% das mulheres que tem gravidez psicológica relatam sentir dores do parto após nove meses de pseudo gestação.

gravidez psicológica

 

Mitos e verdades sobre a gravidez psicológica

1 – Desejo intenso de ser mãe causa gravidez psicológica

Nem errado, nem certo. A vontade de ser mãe em alguns casos pode se tornar um receio para as tentantes, que podem até evitar transparecer a busca do resultado positivo para impedir que as pessoas cogitem uma gravidez possível gravidez psicológica. No entanto, apenas o desejo de engravidar não é o suficiente para criar a pseudociese.

Além de querer engravidar, a mulher deve ter tendências psicológicas para para que um quadro onde a realidade é negada se desenvolva. Porém é necessário ter calma, pois a frustração por não conseguir engravidar (ou passar por abortos) pode ocasionar uma grande diversidade de emoções e diante dessa pressão, existe a possibilidade de que isso resulte na certeza de uma gestação que não está ocorrendo.

Para evitar essa situação, o casal que vem tentando engravidar há muito tempo e já observa um desgaste emocional deve procurar o acompanhamento de um psicólogo. As sessões de terapia são um ótimo aliado para os casais conseguirem lidar com as expectativas de se tornarem pais.

2 – Medo de engravidar pode causar gravidez psicológica

Errado. O que acontece com as mulheres que se sentem grávidas, mas não desejam a gestação, é a similaridade dos sintomas do período lúteo com a TPM. Enjoos, cólicas e inchaço podem ser confundidos com a gestação e o estado emocional da mulher pode causar atrasos na menstruação. Mas a tensão tende a passar com o resultado negativo do teste de gravidez.

Na realidade, o que acontece com as mulheres que imaginam estar grávidas, mas não desejam a gestação naquele momento, é a relação próxima dos sintomas que envolvem o período lúteo e a TPM. Os enjoos, as cólicas e o inchaço podem ser associados com a gestação e o estado emocional pode ocasionar atrasos na menstruação. Com o resultado negativo do teste de gravidez, a tensão será aliviada.

3 – Teste de gravidez pode dar positivo 

Errado. Muitas pessoas acham que existe a possibilidade do teste de gravidez dar positivo por conta da gravidez psicológica. No entanto, isso é impossível. O que acontece é que em alguns casos a mulher entra num estado de negação e continuam com a certeza de que estão grávidas, mas exames clínicos, ultrassom ou um simples teste de farmácia podem comprovar que não está ocorrendo uma gestação.

gravidez psicológica

4 – Gravidez psicológica faz a mulher produzir leite

Certo. As mudanças que ocorrem no estado emocional da mulher influenciam diretamente no funcionamento hormonal do organismo, portanto se a mulher acredita que de fato está grávida, o corpo começa a assimilar que há uma gestação e a produção de prolactina é iniciada, o que permite que os seios produzam leite.

5 – Não precisa de tratamento, pois passa sozinha

Errado. Como citamos anteriormente, as mulheres que estão sofrendo com a gravidez psicológica negam a realidade. Diante disso, fica nítido que elas precisam de ajuda para que essa situação seja solucionada.

Para que o tratamento seja realizado com sucesso, é necessário que uma equipe composta por ginecologista, psiquiatras e psicólogos evidencie para a paciente que não existe uma gestação, através de exames que atestem a não gravidez e de procedimentos que permitam que a mulher assimile psicologicamente que até o momento não se encontra gestante. Para cessar a produção de leite e regularizar o fluxo menstrual pode ser necessário o uso de medicamentos, além das terapias.

6 – Gravidez psicológica pode impedir a mulher engravidar de verdade

Certo. As alterações emocionais muito bruscas causadas pela gravidez psicológica, podem impedir que uma gestação real aconteça. Isso ocorre pois o estresse está entre as principais causas da infertilidade.

 

Quer saber mais sobre gravidez e o mundo das tentantes?
Não perca nossas postagens seguindo todas as redes sociais!

FacebookInstagram (@blogtestepositivo) e Pinterest.

 

 

Leia mais

10 sintomas da ovulação: como reconhecer o período fértil

Infertilidade feminina: o que pode causar e como tratar?

5 principais causas da infertilidade masculina

Ciência evolui e técnicas de fertilização se tornam mais eficazes

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Teste Positivo é um blog com conteúdo voltado para gestantes e mamães. O blog é uma forma de batermos um papo sobre maternidade, bebês, saúde, bem-estar, decoração, moda e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@testepositivo.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário