HomeGravidezEliana escolhe nome do bebê e fala sobre gravidez de risco
eliana internada com gravidez de risco

Eliana escolhe nome do bebê e fala sobre gravidez de risco

Aos cinco meses de gestação, Eliana passa por mais um grande provação como mãe. Grávida pela segunda vez, agora de uma menina, a apresentadora de 43 anos está internada em um hospital de São Paulo, em repouso absoluto. Há cerca de 20 dias, Eliana está afastada de todas as suas atividades e volta suas forças para salvar a vida da filha, que já tem nome: Manuela.

eliana internada com gravidez de risco

“Não é como nas férias, quando deixo meus programas gravados com antecedência, trabalho em dobro pra descansar depois. Nada foi planejado, foi a vida dizendo: ‘Para e escolhe o que é mais importante para você agora’. Eu escolhi cuidar de uma vida. Agora, cada minuto das 24 horas do meu dia são dedicados a Manu, que ainda está na minha barriga, e ao Arthur”, declarou a apresentadora em entrevista à Revista Caras.

O primogênito, de 5 anos, visita a mãe diariamente após a escola e dá a força que Eliana precisa para encarar mais esse desafio, já que deve seguir em repouso absoluto até o nascimento de Manuela.

Gravidez de risco de Eliana

Mãe e filha já enfrentaram uma cirurgia, aos três meses de gestação. “Estava indo muito bem até que eu soube que deveria fazer um reforço no colo do útero para não ter risco de perder a bebê. Passamos, eu e ela, por quatro horas de cirurgia e foi um sucesso”, explicou Eliana, que voltou a ter complicações recentemente, quando apresentou um sangramento e descobriu um pequeno descolamento na placenta, que exigiu o repouso absoluto.

eliana grávida

Eliana em sua última entrevista, com a cantora Claudia Leitte, antes da internação

Entenda o problema

O descolamento de placenta é uma complicação que pode colocar em risco a vida do bebê, e acontece quando a placenta se solta total ou parcialmente da parede do útero. Um dos seus principais sintomas é um sangramento sem motivo aparente, como foi o que denunciou o caso de Eliana.

O suprimento de oxigênio e de nutrientes para o bebê pode ser comprometido, o que atrapalha seu desenvolvimento saudável e aumenta as chances de parto prematuro. Nos casos mais graves, o bebê pode não sobreviver. O descolamento de placenta é mais comum na reta final da gravidez, no terceiro trimestre, mas pode acontecer em qualquer momento da gestação após as 20 semanas.

Apesar do sangramento ser o principal sintoma, é importante estar atenta a qualquer dor ou incômodo mais acentuado durante a gestação. Os movimentos do bebê também devem ser monitorados, e o obstetra deve ser alertado se o bebê não se mexer como de costume. O diagnóstico é feito somente pelo médico, que realizará os exames físicos e clínicos, além do ultrassom, para verificar a vitalidade do bebê e o estado do útero.

Por isso, é muito importante realizar o pré-natal com disciplina e manter um canal aberto de diálogo com o seu obstetra.

 

Quer saber mais sobre gravidez e o mundo das tentantes?

Não perca nossas postagens seguindo todas as redes sociais!

Facebook, Instagram (@blogtestepositivo) e Pinterest.

 

Leia Mais

Saiba por que o pré-natal é tão importante

Vantagens e desvantagens da gravidez depois dos 40 anos

 

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Teste Positivo é um blog com conteúdo voltado para gestantes e mamães. O blog é uma forma de batermos um papo sobre maternidade, bebês, saúde, bem-estar, decoração, moda e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@testepositivo.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário