HomeTentantesJunho: Mês Mundial da Conscientização da Infertilidade
conscientização da infertilidade

Junho: Mês Mundial da Conscientização da Infertilidade

O mês de junho é dedicado a conscientização da infertilidade. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o casal pode ser considerado infértil se estiver há mais de um ano tentando engravidar, mantendo relações sexuais frequentes e sem o uso de preservativos.

Aproveitando o finalzinho do mês, selecionamos uma lista das principais dúvidas dos casais sobre a infertilidade e tratamentos para alcançar o sonho da gestação!

conscientização da fertilização

Conscientização da Infertilidade – O que você precisa saber?

 

1 -O que é infertilidade?

O casal é definido como infértil quando não conseguem uma gravidez após um ano de relações sexuais não protegidas. Sabe-se que 10-15% dos casais enquadram-se nesse critério, devendo procurar um especialista para maiores investigações sobre o motivo de não estarem conseguindo engravidar. Atualmente a Organização Mundial da Saúde considera a dificuldade de engravidar como uma “doença” do sistema reprodutivo.

2 – Quais são as principais causas de infertilidade?

A maioria dos casais (cerca de 90%) consegue engravidar em até 12 meses. Entretanto, recomendamos essa espera apenas para aqueles que não apresentam qualquer fator já conhecido que possa estar relacionado a uma possível dificuldade para engravidar e para aqueles cuja mulher apresente menos de 35 anos. Após essa idade, existe um declínio acentuado da fertilidade da mulher, justificando a procura de um especialista após 6 meses de tentativas mal-sucedidas de gravidez. Após os 40 anos, o casal deve procurar um especialista imediatamente após a decisão de ter um filho pois nessa situação, qualquer atraso na investigação do casal pode diminuir muito as chances de sucesso dos tratamentos que podem vir a ser necessários.

3 –  O que é Fertilização in vitro (FIV)?

É a Reprodução Assistida, ou “bebê de proveta”, como é mais conhecida. Ela corresponde ao processo no qual a paciente é submetida a uma hiperestimulação ovariana controlada que produz uma resposta ovariana de múltiplos folículos. Esses são puncionados por via transvaginal guiada por ultrassonografia, para a obtenção dos óvulos, que após sua captação e retirada dos folículos ovarianos, são preparados para a realização de dois possíveis procedimentos: a FIV clássica, quando colocamos os óvulos juntamente com os espermatozoides em cultura e deixamos que os espermatozóides fecundem os óvulos por conta própria, ou, mais recentemente, a FIV tipo ICSI, isto é, a injeção intracitoplasmática de um espermatozóide capacitado (escolhido) em cada um dos óvulos maduros aspirados. 

4- Vou fazer uma Fertilização in vitro, vou engravidar na minha 1ª tentativa?

De um modo geral, as chances de sucesso do procedimento giram em torno de 30% por tentativa. Além disso, existem diversos fatores que influenciam essas taxas de gravidez, como por exemplo: a idade da paciente, a causa da infertilidade, o tipo de protocolo utilizado para a FIV, entre outros. Portanto, antes de podermos estimar as chances de uma fertilização in vitro bem-sucedida, precisamos considerar todos esses fatores. 

conscientização da infertilidade

Quer saber mais sobre gravidez e o mundo das tentantes?

Não perca nossas postagens seguindo todas as redes sociais!

Facebook, Instagram (@blogtestepositivo) e Pinterest.

 

Leia mais:

Produtos de limpeza podem causar infertilidade?

Tive um aborto espontâneo. Vou demorar mais para engravidar?

Saiba o que é adenomiose, seus sintomas e tratamentos

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Teste Positivo é um blog com conteúdo voltado para gestantes e mamães. O blog é uma forma de batermos um papo sobre maternidade, bebês, saúde, bem-estar, decoração, moda e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@testepositivo.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário