HomeTentantesFertilização in vitro: como a técnica é realizada
fertilização in vitro

Fertilização in vitro: como a técnica é realizada

A fertilização in vitro é um dos tratamentos mais famosos de reprodução assistida, e também um dos mais eficazes. Muitos casais que sofreram por anos com a infertilidade conseguiram realizar o sonho de formar uma família graças à técnica.

Mas a fertilização in vitro desperta muitas dúvidas. Algumas mulheres temem o procedimento. Para ajudá-las a entender a FIV, a matéria de hoje traz o passo a passo de como a técnica é realizada.

fertilização in vitro

 

Fertilização in vitro: procedimento começa com a indução da ovulação

O primeiro passo da fertilização in vitro consiste no uso de medicações que vão estimular os ovários a liberar mais óvulos naquele mês. A mulher deve aplicar as medicações, preferencialmente, sempre no mesmo horário e cumprir as doses e instruções de aplicação rigorosamente.

Também faz parte desta fase o bloqueio da hipófise (glândula responsável pela liberação dos hormônios que estimulam os ovários) para não haver interferências indesejáveis no tratamento. O bloqueio pode ser feito antes ou durante a estimulação ovariana e varia de caso para caso, dependendo de características de cada mulher.

Ultrassonografia seriada

Assim que ocorrer a menstruação, a primeira ultrassonografia é agendada. O exame deve ser realizado no segundo ou terceiro dia do ciclo, para avaliação dos ovários e do endométrio. A partir de então, o médico define o início das medicações.

Durante o acompanhamento do crescimento folicular são realizados vários exames ultrassonográficos para avaliação da resposta ovariana à indução. As medicações podem sofrer alterações tanto nas doses como nos dias de aplicação.

Neste período, pode ser recomendada a abstinência sexual  – em um período de dois a cinco dias, para que os espermatozoides estejam na sua melhor atividade possível. Habitualmente, a relação sexual será recomendada no 9º dia do ciclo. Importante: pode variar de acordo com a clínica e o método.

fertilização in vitro

 

Punção de óvulos e coleta do sêmen

A próxima fase é a punção dos óvulos. Neste dia, a paciente deve estar em jejum e acompanhada pelo parceiro. Para esse procedimento, a mulher será internada e receberá uma sedação para o procedimento.

Neste mesmo dia, o homem também realizará a coleta do sêmen, cerca de uma hora antes da coleta dos óvulos. Para este procedimento é necessária uma abstinência sexual de dois dias, pelo menos.

A coleta dos óvulos é realizada em uma sala cirúrgica próxima ao laboratório onde os óvulos e espermatozoides serão manipulados. O procedimento dura em média 30 minutos, dependendo da quantidade de óvulos que o médico irá coletar.

Em seguida, a paciente é encaminhada ao repouso e poderá ir para cerca de duas horas depois. Enquanto isso, a formação dos embriões é realizada em laboratório.

No dia seguinte, cerca de 18 horas após a união dos óvulos e espermatozoides em laboratório, o médico verifica o percentual de fertilização, que, na maioria das vezes, ocorre em 80% dos óvulos maduros.

A partir desse dia é iniciada a medicação que vai ajudar no preparo do endométrio para receber o embrião. Usualmente, o medicamento é administrado por via vaginal e só vai ser interrompido por orientação médica.

fertilização in vitro

 

Transferência dos embriões

A transferência dos embriões para o útero da mulher é realizada de dois a seis dias após a coleta dos óvulos. Neste momento, a mulher deverá estar com a bexiga cheia (diferente dos outros ultrassons realizados), o que facilita o posicionamento do útero que vai receber o cateter com os embriões.

Não é necessário estar de jejum. Caso haja um número maior de embriões de boa qualidade, além dos que serão transferidos, o médico recomenda o congelamento dos embriões extras para uma utilização futura.

Após a transferência dos embriões para o útero, a mulher deve repousar em casa por cerca de dois dias.

 

Teste de gravidez

O teste de gravidez – com dosagem do beta hCG – pode ser realizado de 10 a 14 dias após a transferência dos embriões. Em caso positivo, uma semana depois do teste de gravidez já é possível realizar o ultrassom para a visualização do saco gestacional e, finalmente, confirmar a gravidez clínica.

 

Fonte: Vida – Centro de Fertilidade

 

Quer saber mais sobre gravidez e o mundo das tentantes?
Não perca nossas postagens seguindo todas as redes sociais!

FacebookInstagram (@blogtestepositivo) e Pinterest.

 

 

Leia mais

Você sabe o que é Gestação Anembrionária?

Esclareça suas principais dúvidas sobre miomas

Infertilidade: conheça a Síndrome dos Ovários Policísticos

Endometriose: uma grande vilã da fertilidade feminina

Reprodução assistida: Inseminação ou Fertilização?

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Teste Positivo é um blog com conteúdo voltado para gestantes e mamães. O blog é uma forma de batermos um papo sobre maternidade, bebês, saúde, bem-estar, decoração, moda e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@testepositivo.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário