HomeTentantesInfertilidade: beber uma lata de refrigerante por dia pode diminuir suas chances de engravidar
Infertilidade

Infertilidade: beber uma lata de refrigerante por dia pode diminuir suas chances de engravidar

Um estudo recente da Universidade de Boston (EUA) mostrou que o refrigerante pode ser um dos grandes empecilhos na tentativa de engravidar

Segundo os pesquisadores, o consumo de uma ou mais porção (de cerca de 350 ml) de bebidas açucaradas por dia está associado a uma menor fertilidade em homens e mulheres.

Infertilidade

Estudo associa infertilidade com consumo de refrigerante 

Analisando a história clínica, estilo de vida e hábitos alimentares de 3.828 mulheres e de 1.045 de seus parceiros – todos entre 21 e 45 anos de idade -, concluiu-se que a ingestão diária de refrigerantes por mulheres reduziu em 25% a fertilidade delas, enquanto nos homens essa redução chegou a 33%.

Mas o que poderia estar por trás disso? Provavelmente a causa está relacionada ao alto teor de açúcar e cafeína encontrado nessas bebidas, afirmam especialistas, já que o açúcar afeta diretamente na função dos órgãos reprodutivos.

Já a cafeína pode aumentar o ritmo cardíaco, o que influencia a saúde de um modo geral. Além disso, o refrigerante pode diminuir a qualidade do sêmen – o que já foi comprovado por estudos anteriores. 

Embora mais pesquisas sejam necessárias para se compreender melhor quais componentes da fórmula são os verdadeiros vilões, nesse caso, a bebida já é condenada por médicos e nutricionistas.

Infertilidade

5 dicas para quem quer engravidar

O refrigerante, claro, está longe de ser o único fator a influenciar sua chance de ter filhos. Pensando nisso, o especialista em reprodução humana Vinicius Medina Lopes dividiu algumas de suas recomendações para as mulheres que pretendem engravidar sem demora.

Parar de fumar: o tabagismo é considerado um dos piores hábitos para as mulheres que pretendem engravidar, pois as substâncias tóxicas presentes no cigarro são frequentemente relacionadas à infertilidade.
Corrigir o peso corporal: não só a obesidade pode comprometer a fertilidade. É recomendado, por exemplo, que uma mulher abaixo do peso ganhe massa corpórea.
Diminuir o consumo de carboidratos: a produção exagerada de insulina (substância responsável pela quebra do açúcar presente nos carboidratos) pode sobrecarregar as glândulas adrenais, levando a um descontrole hormonal.
Aderir a uma dieta similar a do mediterrâneo: o óleo de peixe (ômega 3), encontrado em peixes como salmão, atum, sardinha e truta, pode ser um grande aliado da fertilidade da mulher, de acordo com vários estudos. Por isso, substituir a carne vermelha, algumas vezes por semana, por uma dieta à base de peixes, frutas e verduras é uma boa pedida.
Incluir sementes e oleaginosas: amêndoas, castanhas, grãos, sementes de abóbora e girassol e azeite são alimentos que podem contribuir para a fertilidade, uma vez que favorecem a produção dos hormônios sexuais. Ou seja, quanto mais natural e equilibrada a alimentação, melhor.

Infertilidade

Quer saber mais sobre gravidez e o mundo das tentantes?

Não perca nossas postagens seguindo todas as redes sociais!

Facebook, Instagram (@blogtestepositivo) e Pinterest.

 

Leia mais:

Estudos apontam que poluição do ar pode chegar à placenta

Histórias de tentantes: antes de engravidar de forma natural, Pathy Dejesus ouviu dos médicos que não conseguiria

7 mitos e verdades sobre a relação entre o câncer de mama e a maternidade

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Teste Positivo é um blog com conteúdo voltado para gestantes e mamães. O blog é uma forma de batermos um papo sobre maternidade, bebês, saúde, bem-estar, decoração, moda e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@testepositivo.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário