HomeTentantesInfertilidade feminina: o que pode causar e como tratar?
infertilidade feminina

Infertilidade feminina: o que pode causar e como tratar?

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), a infertilidade feminina e masculina afeta um total de 50 a 80 milhões de pessoas em todo o mundo e, no Brasil, cerca de oito milhões de pessoas podem ser inférteis.

No caso das mulheres, as causas que favorecem a infertilidade são variadas, por isso é necessário estar sempre atenta e realizar exames com a frequência indicada pelo médico. Para que você conheça mais sobre esse assunto tão importante para a saúde e qualidade de vida da mulher, o Blog Teste Positivo vai abordar os sintomas, causas e tratamentos para a infertilidade feminina.

infertilidade feminina

Sintomas da infertilidade feminina

Primeiramente, é preciso destacar que os sintomas variam de acordo com as causas que ocasionam a infertilidade. Entre os sintomas possíveis, estão:

  • alterações do ciclo menstrual: períodos anormais, sangramentos abundantes;
  • dor nas costas, pélvicas ou cólicas;
  • alterações na pele;
  • diminuição da libido;
  • perda ou queda de cabelo;
  • ganho de peso;
  • saída de secreção esbranquiçada pelos mamilos durante as relações sexuais;
  • dificuldade para engravidar.

Causas Ovarianas e Ovulares

Ovários policísticos

Ocorre o sangramento uterino irregular, em média a cada dois ou três meses. Através do exame ultrassonográfico é possível identificar a presença de uma grande quantidade de folículos ovarianos, em grande parte localizados na periferia dos ovários.

infertilidade feminina

Insuficiência ovariana prematura (ou menopausa precoce)

Nesse caso, os óvulos passam a não ser maturados pelos ovários, o que ocasiona o interrompimento da ovulação. Na maioria das vezes, as mulheres não apresentam ciclo menstrual e possuem sintomas que se assemelham aos da menopausa. Os motivos são diversos, como: a quimioterapia, radiação, síndromes genéticas, doenças autoimunes, infecções ovarianas e outras.

Hiperprolactinemia

Pode resultar na falta de ciclo menstrual e de ovulação. As doenças da tireoide, principalmente o hipotireoidismo, também podem gerar alterações semelhantes no organismo.

Idade da mulher

O envelhecimento faz com que as mulheres progressivamente produzam uma menor quantidade de óvulos, além da diminuição da sua qualidade. Tal processo tem início a partir dos 37 anos.

Causas tubárias e do canal endocervical

Obstrução tubária

Impossibilita a captação e o deslocamento do óvulo, de modo que a possibilidade de sua fertilização pelo espermatozóide é nula. Entre as principais causas da obstrução tubária está a endometriose e as infecções pélvicas.

Endometriose

É causada pela inflamação ocasionada por fragmentos do endométrio que penetram nas tubas (processo também conhecido como menstruação retrógrada), o que prejudica o funcionamento normal da tuba. A formação dos folículos também pode ser prejudicada pela endometriose, caso ela se estenda aos ovários.

infertilidade feminina

Imagem em 3D do endométrio crescendo fora do útero.

Infecções pélvicas 

Muito casos não apresentam sintomas e são causados por microorganismos que podem se deslocar da vagina e atingir o útero e as tubas. Ao infeccionar é produzida uma inflamação cuja cura gera uma cicatrização que altera o funcionamento das tubas.

Diminuição na produção de muco cervical

Ocasionada por alterações da ovulação, cauterizações do colo do útero e as cirurgias para câncer do colo.

Causas ligadas à Fertilização

Caso hajam defeitos nos cromossomos ou nas demais estruturas que regulam a fusão do óvulo e espermatozóide, a fertilização não acontecerá.

Causas relacionadas à implantação do embrião

Falhas hormonais

Podem produzir um endométrio inadequado para a implantação. Outra situação que pode ocorrer é o desenvolvimento inadequado do endométrio.

Infecções endometriais (endometrites)

  • Causadas por doenças sexualmente transmissíveis ou pela manipulação da cavidade endometrial;
  • Cicatrizes (sinéquias uterinas) dentro do útero causadas por infecções ou curetagens que dificultam a implantação e causam abortamento;
  • Malformações uterinas;
  • Miomas estão mais relacionados a processos de abortamento, mas os especialistas acreditam que se forem grandes e estiverem localizados logo abaixo da cavidade podem invadi-la e prejudicar a implantação do embrião.

Tratamentos para a infertilidade feminina

Inseminação intrauterina

Normalmente utilizada em casos de endometriose mais leves, distúrbios de ovulação e outras patologias. Basicamente, neste tipo de tratamento é realizada a introdução de espermatozóides dentro do útero.

Indução da ovulação (coito programado)

É feita a indução da ovulação por meio de medicamentos hormonais. As substâncias do medicamento age diretamente no ovário, permitindo que eles sejam estimulados a produzir óvulos que podem ser fecundados.

Fertilização in Vitro (FIV)

Ideal para os casais que não obtiveram êxito nas tentativas com outros métodos, essa técnica de fertilização trata-se do procedimento em que, através de aspiração folicular, os óvulos são removidos e colocados com os espermatozoides do parceiro. No Brasil, este tipo de técnica também recebe o nome de “bebê de proveta”.

infertilidade feminina

Histeroscopia cirúrgica

Procedimento cirúrgico realizado para solucionar alterações uterinas que já haviam sido diagnosticadas e que impedem a reprodução. Neste tratamento, o corpo estranho que evita a gravidez é retirado.

Videolaparoscopia ginecológica

Recomendada para o tratamento de endometriose, cisto ovarino, mioma uterino, dentre outras patologias, a videolaparoscopia ginecológica é um procedimento cirúrgico usado para realizar intervenções em problemas no sistema reprodutor feminino.

Procure sempre um profissional

As causas e os tratamentos que influenciam no sonho de ter um filho são diversas. Mas para cada mulher, existe uma particularidade, e por conta disso é essencial buscar um especialista, somente ele é capaz de concluir qual o melhor tratamento para a infertilidade feminina, de acordo com a idade e as causas que levaram ao quadro de infertilidade.

Quer saber mais sobre gravidez e o mundo das tentantes?
Não perca nossas postagens seguindo todas as redes sociais!

FacebookInstagram (@blogtestepositivo) e Pinterest.

 

Leia mais

Fertilidade masculina também pode ser afetada pela idade

Inseminação artificial: como funciona?

Fertilização in vitro: como a técnica é realizada

Histerossalpingografia: entenda como o exame é feito

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Teste Positivo é um blog com conteúdo voltado para gestantes e mamães. O blog é uma forma de batermos um papo sobre maternidade, bebês, saúde, bem-estar, decoração, moda e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@testepositivo.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário