HomeTentantesInseminação artificial: como funciona?
inseminação artificial

Inseminação artificial: como funciona?

A inseminação artificial é considerada um tratamento de reprodução humana assistida de baixa complexidade. É indicada para casais com problemas leves de infertilidade masculina. Vamos entender como é o procedimento?

inseminação artificial

 

Passo-a-passo da inseminação artificial

1 – Consulta

A inseminação artificial começa com a consulta com um especialista em reprodução humana. Nem sempre a inseminação é o único procedimento disponível para o casal, por isso o médico irá pedir alguns exames para avaliar a fertilidade de ambos.

Além disso, o especialista irá avaliar as condições gerais de saúde, levando em conta o histórico médico da família, o peso, a reserva ovariana e a qualidade do sêmen.

Em alguns casos, essa prévia investigação possibilita que a causa da dificuldade em engravidar seja resolvida sem a necessidade de nenhum tratamento.

Se a inseminação artificial for mesmo a melhor indicação, o próximo passo é a estimulação ovariana.

inseminação artificial

 

2 – Estimulação ovariana

A estimulação ovariana induz que mais de um óvulo seja desenvolvido no próximo ciclo da mulher. O processo é feito através de medicação, que só deve ser ingerida com clara indicação médica.

O médico irá acompanhar a ovulação da mulher através de ultrassonografias e exames de sangue, que verifica os níveis de estradiol no organismo. Este é o hormônio responsável pela maturação do óvulo, importante para comprovar a evolução dos folículos.

 

3 – Indução da ovulação

Nas ultrassonografias, o médico consegue observar se os folículos atingiram o tamanho adequado para dar sequência à inseminação artificial.

Após confirmar que estão no “ponto” ideal, o médico injeta o hormônio hCG para induzir a maturação dos óvulos e agenda a inseminação para cerca de 36 horas.

inseminação artificial

 

4 – Coleta e preparação do sêmen

Assim como os óvulos, também há uma preparação dos espermatozoides para a inseminação. Duas horas antes da inseminação, o sêmen é coletado e os melhores espermatozoides são selecionados e preparados em laboratório.

 

5 – Inseminação

Os espermatozoides são colocados em uma seringa e inseridos na cavidade vaginal da mulher, com o auxílio de um cateter. A partir daí, espera-se que a fecundação ocorra de forma natural, sem mais nenhuma intervenção médica.

O teste de gravidez pode ser feito cerca de 15 a 20 dias após a inseminação artificial.

inseminação artificial

 

 

Quer saber mais sobre gravidez e o mundo das tentantes?
Não perca nossas postagens seguindo todas as redes sociais!

FacebookInstagram (@blogtestepositivo) e Pinterest.

 

 

Leia mais

Você sabe o que é Gestação Anembrionária?

Esclareça suas principais dúvidas sobre miomas

Infertilidade: conheça a Síndrome dos Ovários Policísticos

Endometriose: uma grande vilã da fertilidade feminina

Reprodução assistida: Inseminação ou Fertilização?

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Teste Positivo é um blog com conteúdo voltado para gestantes e mamães. O blog é uma forma de batermos um papo sobre maternidade, bebês, saúde, bem-estar, decoração, moda e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@testepositivo.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário